sexta-feira, janeiro 18

Ponto da situação

Sob a batuta da Idalina estivemos a discutir a proposta do governo de alteração do Regime Jurídico... da Gestão Escolar.
Há que decidir o que fazer:
i) ficamos por aqui, mais esclarecidos e mais atentos às políticas educativas;
ii) produzimos um documento [creio que faltava a síntese] para ser assinado por todos os interessados o qual deverá ser endereçado aos promotores da iniciativa de discussão pública;
iii) outras possibilidades...

Pronunciem-se por favor. :)

7 comentários:

IC disse...

Perguntas:

O trabalho de elaboração de um documento será justificado pela utilidade que possa ter?

Um documento para enviar pelo Portal do Governo? (Com os nomes dos subscritores, ou para cada um copiar dizendo que subscreve)

Já que se discutiu e falta só a síntese, um documento-base de proposta ao CP da escola de quem o queira aproveitar (para envio pelo CP ao ME) poderá ser útil dada a falta de tempo nas escolas com o trabalho acrescido pelos prazos para as formalidades da avaliação de desempenho?

Em suma, penso que deveriam vir rapidamente respostas sobre sim ou não um documento ser útil.

Paideia disse...

A minha proposta inicial era a intervenção cívica, a partir de uma reflexão colaborativa. O documento está em discussão e deve ser discutido. Uma segunda hipótese era a sua publicação, em nome dos intervenienes.
Caso contrário, penso que não se justificaria sequer a abertura do debate neste espaço, já que a reflexão ondividual já decorria noutros espaços individuais.

NETMITO disse...

Sinto do teu leve sopro a certeza do meu amar...)*

JMA disse...

Deixo ao critério da dinamizadora e dos intervenientes mais assíduos... Estão já elaborados e divulgados (nomeadamente no Terrear e no Correio da Educação) excelentes Pareceres com os quais me identifico, designadamente, o do professor João Barroso, o de uma escola do Alentejo e o que eu pp publiquei no CE... Para mim, é difícil acrescentar algo ao já dito...

IC disse...

Parece-me que está a acontecer um despertar de professores que andavam passivos e uma atenção maior a textos publicados. Venho só informar de um dos indícios disso: Está a circular por mail o texto do JMA intitulado Impossível Avaliação - ontem recebi um reencaminhamento de email com a transcrição do texto, e quem mo enviou não é bloguista.
Bom sinal?
(Bem... eu tinha enviado a alguns colegas não bloguistas o link para um conjunto de posts do JMA e tb para a discussão aqui, mas a transcrição do referido texto não me parece que tenha tido origem nisso)

Miguel Pinto disse...

Concordo com a IC: confirmo o acordar sobressaltado, depois de uma longa hibernação, de muitos colegas... alguns dos quais, aliás, já sentem o fogo a chegar ao fundo das costas... ;o))

3za disse...

Sentimos isso ontem no encontro informal de professores para debater estas questões e tentar pensar em sugestões de acção e dinamização da reflexão nas escolas... ainda que as dificuldades sejam bastantes...

Não opino sobre esta questão porque tenho estado algo ausente. MAs acompanho-vos na decisão que tomarem.