quarta-feira, janeiro 23

;o)

O balão...

Um homem que se deslocava num balão de ar quente a dada altura
compreendeu que se encontrava perdido. Decidiu então reduzir a altitude.

Já próximo do solo avistou uma mulher e interpelou-a nestes termos:

- Peço desculpa de a importunar, mas será que a Senhora podia ajudar-me?
Estou perdido. Prometi a um amigo que me encontraria com ele há uma
hora atrás, mas a verdade é que não sei onde estou.

A mulher em baixo respondeu-lhe:

- O Senhor encontra-se num balão de ar quente que paira no ar a cerca
de 8 metros acima do solo. A sua posição situa-se entre os 40 e 41
graus de latitude Norte e entre os 59 e 60 graus de longitude Oeste.

- A Senhora é de certeza uma funcionária pública - disse o balonista.

- De facto sou funcionária pública. Como é que adivinhou? - perguntou
a mulher admirada.

- Bom - disse o balonista - tudo o que me disse é muito burocrático,
formal e com um sentido obscuro. Até pode ser tecnicamente correcto,
mas não resolve o meu problema. A verdade é que eu não sei o que
fazer com a informação que me deu e continuo a não ter mínima ideia onde
me encontro.

Continuo perdido. Para ser franco, não me ajudou em nada. Se alguma
coisa daqui resultou foi que a Senhora só contribuiu para atrasar a minha
viagem.

A mulher respondeu - O Senhor deve ser um ministro.

Na verdade, sou o Primeiro Ministro - disse o balonista - mas como é
que descobriu?

- Fácil - disse a mulher - o Senhor não sabe onde está nem para onde vai.
Atingiu a posição onde se encontra com uma grande dose de ar quente.
Fez uma promessa e não tem a mínima ideia como a vai cumprir.
Espera e pretende que pessoas que estão abaixo de si resolvam o seu
problema. A realidade é que o Senhor está exactamente na mesma
posição em que se achava antes de me encontrar, mas agora, vá-se lá
saber porquê, isso é culpa minha!...

6 comentários:

IC disse...

Boa!! eh eh eh
;)

Paideia disse...

Para mim, o homem está perdido no meio do Atlântico, a caminho da América do Norte. O Governo anda a descobrir o caminho aéreo para a América do Norte e eu não sou mulher, nem funcionária pública, a não ser que me tenha cansado de ser uma e/ou outra...
oO,
(hello...)

António Oliveira disse...

Linda história. Uma representação cheia de simbolismo que por certo nunca passou pela cabecinha deste PM. Ele anda tanto na estratosfera que se não forem os pobres mortais a atirarem dardos para o balão, acaba por se convencer que é omnipotente e eterno.
Rajadas para cima deles todos.
Beijinhos, Bellis Perenni.
Vou passar a comentar mais vezes.

henrique santos disse...

eheheeh

Bichodeconta disse...

COMO É BOM PASSAR AQUI E PODER DAR UMA SONORA GARGALHADA..BOA SEMANA..

3za disse...

:)