domingo, julho 2

O jogo

Que feliz entrada nos deixou a Tit. A bola e a criança.
Bento(1) foi buscar as palavras de Pessoa para afirmar “a necessidade do homem jogar, de multiplicar as suas dimensões e o seu auto-entendimento […]:
Brincava a criança
Com um carro de bois.
Sentiu-se brincando
E disse, eu sou dois!
Há um a brincar
E há outro a saber
Um vê-me a brincar
E outro vê-me a ver.”

(1) Bento, J. (2004). Desporto e substância. Porto. Campo das Letras Editores.