quarta-feira, janeiro 24

Já lá vão 33 anos...

O Miguel desafiou os confrades... Tenho desculpa para o que se segue.


Por volta dos 11 a cabeça já era um turbilhão...
Há pessoas que nascem com vocações. O meu mano aos dois já dizia:Qué tatar dos bichos.
É veterinário.

Eu... nada.

Certeza apenas uma: não querer ser médica.

Dúvidas muitas.
Continuam.
Não estou ainda bem certa de saber o que quero ser quando for grande...
Mais fácil saber o que não quero.
(Sim, pastora devia ser só para rimar... não estou a ver o filme...)


Que hei-de ser quando crescer?

Que hei-de ser quando crescer?
Hei-de ser pastora?
Poeta?
Pintora?
(Que p'ras artes cá estou eu)

Ou serei professora que ensina tudo o mais?
Ou veterinária que trata de animais?
Gostava de ser veterinária...

Mas pensar nisso para quê?
Mais vale esperar até crescer.
E depois?
Depois... logo se vê.

4 comentários:

Anónimo disse...

O que será o amanhã? Responda quem souber....

Canta(va) maravilhosamente a Simone, a brasileira. E sabia o que cantava...

agostinho disse...

Talves não seja boa altura de estar a queimar os neurónios. Amanhã se verá???. Abraço

agostinho disse...

Corrijo o erro "talvez"

agostinho disse...

Corrijo o erro "talvez"