segunda-feira, outubro 31

Cérebros atrofiados

Ainda não percebi o que significa esta estória da fuga de cérebros: é que ainda não ouvi ninguém a considerar a hipótese dos cérebros se atrofiarem. Assim, um cérebro [dos que emigram ou dos poucos que imigram] com provas dadas pode, a qualquer momento, mingar e tornar-se, por contágio[?], ineficiente…
Daí que esta preocupação com os cérebros que entram ou saem parece-me despicienda.

3 comentários:

Miguel Sousa disse...

antes de mais deixa-me que te diga que fico feliz pela re abertura desta aragem...segundo, o que não falta são cerebros mingados..olha para os políticos e os economistas e entendes logo. os primeiros enchem-no com promessas depois estas desaparecem. os segundos só conhece duas formas de gerar lucros: despedir ou diminuir salários

IC disse...

"Tadinhos" dos que imigrem! (Haverá vacina?)

Anónimo disse...

Excellent, love it! »