segunda-feira, junho 5

Presuntos

Aqui há uns bons anos, uma colega minha que estava numa escola de Trás-os-Montes, viu-se aflita para explicar a uns pais que não podia aceitar o leitãozito (vivo!) que lhe queriam oferecer, pois achavam que ela tinha sido muito boa professora para o filho deles.
Certo dia, ia ela no seu carrito para casa, começa a ouvir um ruído estranho que não conseguia identificar. Pára o carro, julgando ser uma avaria, dá voltas e mais voltas, até que abre a mala do carro e o que é que vê? Imaginam... o dito leitãozito!
É que naquele tempo não se fechavam as portas dos carros, nem as de casa.
Não me lembro como acabou a história nem qual foi a sorte do bichinho. Pena dela nesse tempo não haver ainda avaliação de professores, nem relatórios: tivesse ela tirado uma fotografia como prova de que seria merecedora de subir mais um escalão. Convenhamos: um leitão é um leitão!

1 comentário:

Tit disse...

ehehhe... até eu, que vivi a minha infância no meio dos porcos (salvo seja...lol - é que a criação destes animaizinhos era o principal negócio da família), até eu ia ficar baralhada com o que fazer ao leitão =)
Mas claro que merecia subir de escalão! Até mesmo dois!